segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

E o momento não podia ser melhor descrito

O que é que eu vou fazer com essa tal liberdade
Se estou na solidão pensando em você
Eu nunca imaginei sentir tanta saudade
Meu coração não sabe como te esquecer

Eu andei errado, eu pisei na bola
Troquei quem mais amava por uma ilusão
Mas a gente aprende a vida é uma escola
Não é assim que acaba uma grande paixão

Quero te abraçar quero te beijar
Te desejo noite e dia
Quero me prender todo em você
Você é tudo o que eu queria

O que é que eu vou fazer com esse fim de tarde
Pra onde quer que eu olhe lembro de você
Não sei se fico aqui ou mudo de cidade
Sinceramente amor não sei o que fazer

Eu andei errado, eu pisei na bola
Achei que era melhor cantar outra canção
Mas a gente aprende a vida é uma escola
Eu troco a liberdade pelo teu perdão

Quero te abraçar quero te beijar
Te desejo noite e dia
Quero me prender todo em você
Você é tudo que eu queria

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Sem muito o que dizer...


Sei que faz tempo que não apareço por aqui, mas também não tenho muito o que contar...

Amigos partiram, sim mais amigos, outros estão noivos e outros passaram em concursos... Ah, a minha vida de concurseira deu um estacionada, a de leitora em compensação deu uma aumentada - já se foram 4 livros só esse ano.
Meu carnaval foi ótimo, conheci pessoas maravilhosas de diversas partes do Brasil, confesso que foi possível até balançar meu coração, tal qual tem andado bem dividido e com mais alguns recentes acontecimentos, os quais prefiro não citar, só fez a divisão aumen tar.

"Eu tenho andado meio preocupado meio confuso ando meio calado"


quarta-feira, 11 de julho de 2012

MODINHA


Com o tempo do jeito que anda por aqui, não custa nada postar um pouco sobre OUTONO/INVERNO mesmo que um pouco atrasado, não é mesmo? Pois bem...

Quanto as cores - como todos os anos - você pode investir, sem medo de errar, no preto. Mas esse ano podemos usar também tons pasteis como marrom,beje e nude. Tons de azul e cores cítricas estão com tudo também, sem falar do vermelho, muito vermelho.
Brilhos - tecidos metálicos, paetê, lantejoulas estão arrasando principalmente ser for como um simples bordado sobre um delicada transparência. Oque já nos leva a mais uma coisa...
Transparências - aparecem sempre - o que adorei porque, particularmente, acho lindo - seja em blusas, saias ou vestidos. Rendas e crochês não ficaram para trás, então quem gosta desses detalhes mais artesanais pode comemorar... use e abuse.


Toques boêmios, delicados e românticos JÁ!


Acessórios - minha parte favorita... Estão valendo enfeites engraçados, maxi acessórios, franjas, chapeus, luvas, chale e cachecol. Nos dois últimos quanto mais vibrante a cor, melhor. Mas se preferir algo com mais elegância e glamour, vá de maxi colar.
Comprimentos - vale tudo: curto, logo, no meio da perna... mas o comprimento da estação meeeesmo é a terceira opção.

Couro... use e abuse! / Oxord e Mocassins com certeza!


Pés - nada de basiquinho. Nem mesmo os clássicos escarpins. Queremos AQUELE salto seja plataforma ou nao; Bicolores, estampas, enfeites e brilhantes. 




domingo, 8 de abril de 2012

A bailarina

um, dois, três, quatro,
dobro a perna e dou um salto,
viro e me viro ao revés,
se eu cair, conto até dez.

Depois essa lengalenga
toda recomeça.
Puxa vida, ora essa,
viro na ponta dos pés.

Quando sou criança, 
viro orgulho da família,
giro em meia ponta
sobre minha sapatilha.

Quando sou brinquedo
me dão corda sem parar,
se a corda não acaba
eu não paro de dançar.

Sem querer esnobar,
sei bem fazer um "grand écart",
e pra um bom salto acontecer,
me abaixo num "demi plié."

Sinto de repente
uma sensação de orgulho,
se ao contrário de um mergulho,
pulo no ar num "grand jeté".

Quando estou num palco,
entre luzes a brilhar,
eu me sinto um pássaro
a voar, voar, voar.

Toda bailarina
pela vida vai levar
sua doce sina
de dançar, dançar, dançar.

(Bailarina de Toquinho e Mutinho)

sexta-feira, 6 de abril de 2012

A Bailarina

um, dois, três, quatro,
dobro a perna e dou um salto,
viro e me viro ao revés,
se eu cair, conto até dez.

Depois essa lengalenga
toda recomeça.
Puxa vida, ora essa,
viro na ponta dos pés.

Quando sou criança,
viro orgulho da família,
giro em meia ponta
sobre minha sapatilha.

Quando sou brinquedo
me dão corda sem parar,
se a corda não acaba
eu não paro de dançar.

Sem querer esnobar,
sei bem fazer um "grand écart",
e pra um bom salto acontecer,
me abaixo num "demi plié."

Sinto de repente
uma sensação de orgulho,
se ao contrário de um mergulho,
pulo no ar num "grand jeté".

Quando estou num palco,
entre luzes a brilhar,
eu me sinto um pássaro
a voar, voar, voar.

Toda bailarina
pela vida vai levar
sua doce sina
de dançar, dançar, dançar.

Toquinho

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Dicas para iniciantes em sapatilha de ponta

Estas são algumas dicas preciosíssimas para pessoas que iniciarão o trabalho com sapatilhas de ponta em breve. Siga passo a passo as instruções, e muito dificilmente você vai se arrepender de subir nas pontas. Aconselho a estas de primeira viagem que  não deixem de dar uma passada na Sessão ‘Sapatilhas de Ponta’, que é de um valor utilitário enorme. =)
—– —– —– —–
1. O primeiro passo consiste em proteger os dedos bem, para que não fiquem doloridos nem machucados. Portanto, neste processo você precisará de esparadrapos (algumas pessoas usam fitas para fralda de nenê, o que não aconselho pois já as usei e comprovei que elas descolam e saem do lugar; outras também colocam band-aids nos dedos, o que sai muito caro, mas em compensação protege bem). Corte pedaços pequenos e grude sobre os dedos do pé. Não enrole todo o dedo, pois assim ele fica sem movimento. Se você tem unhas fracas, coloque esparadrapo também sobre elas, principalmente sobre os cantos das unhas (onde há maior probabilidade de machucados).


2. A sapatilha de tamanho perfeito é também aquela que lhe proporciona um desenvolvimento perfeito. É preciso que se compre a sapatilha no tamanho ideal, nem maior nem menor. Sapatilhas desproporcionais machucam seus pés e podem causar danos que talvez você tenha mais tarde dificuldade em reparar.
3. É necessário proteger os dedos das dores da ponta, mas é impossível eliminar todas! Não se engane enchendo seus dedos com ponteiras de pano. Elas vão ocupar na sapatilha o espaço que era para seus dedos ocuparem, prejudicando o desenvolvimento do mesmo. Você pode também utilizar ponteiras de gel ou silicone, que segundo informações, são muito boas.
4. Não use as sapatilhas daquela sua prima que abandonou o ballet. Se já calçadas, elas já adquiriram o formato do pé de dela, e certamente você tem um formato de pé diferente, o que merece uma atenção especial.
5. Preste atenção em suas unhas. Alguns dias antes do trabalho nas pontas, corte-as bem. Unhas mal cortadas ou feitas no mesmo dia da aula podem encravar na carne. Verifique se o canto da unha não está pontiagudo.
6. Não puxe muito a cordinha de sua sapatilha. Isso vai apertar o seu tendão de Aquiles, que precisa estar alongado durante o trabalho. Se mesmo sem puxar a cordinha você sente o seu tendão esprimido, proteja-o com o esparadrapo.
7. Amarre bem as fitas de sua sapatilha de ponta, mas tome cuidado para não apertar seu pé. Para isso, faça-o com o pé estendido no chãos. Verifique se as costuras estão bem presas e se o nó foi bem dado e escondido (se não conseguir, tente esconder com um grampo de cabelo).
8. Preste sempre atenção nas condições de uso de suas sapatilhas. Veja se a palmilha não está muito flexível, se o cetim da plataforma está rasgada ou se quando você dança sente os dedos rodarem no chão. Se você percebeu que sua sapatilha apresenta essas características, é a melhor hora para você adquirir outra (o mais rápido possível). Sapatilhas muito gastas prejudicam o desempenho nas ponta em todos os aspectos.

terça-feira, 20 de março de 2012

Como Usar Cachecol, Xales , Pashminas e Echarpes

Nós mulheres, sempre desejamos ter peças de roupas bonitas, e acessórios, que as deixem mais adequadas, mais bonitas, mais elegantes e tudo mais, por isso mesmo, vivemos atrás de lindas peças.

Uma dica que deixa o visual feminino  ainda mais bonito, são os cachecóis, xales, pashminas e os echarpes, que dão um visual diferenciado e muito bonito para todas as mulheres.

Mas você sabe como usar cada uma dessas peças? Pois é, aqui vão algumas dicas preciosas, que vão fazer com que você fique com um visual muito mais bonito.

O cachecol, tem que ser usado no pescoço, em sua maioria é feito de lã ou de linho, e são indicados para serem usados nos dias mais frios, pois oferecem uma proteção maior para a região do pescoço.

O xale é uma espécie de manta, que pode ter o formato de um retângulo ou de um triangulo, e é usado para proteger o peito e as costas. Esses xales são confeccionados nos mais variados tecidos, desde os mais leves, ate os mais pesados. Esses xales, em sua maioria são usados em festas e eventos mais elegantes.

O pashminas é um tipo de cachecol, feito em um material mais leve e solto. Eles são acessórios que, amarrados no pescoço, dão um charme e ainda por cima, complementam o visual.

Já os echarpes são confeccionados em matérias leves, e podem ser usados nos dias mais quentes, sem nenhum problema.

Todas essas opções são lindos acessórios, que dão um toque especial ao visual, deixando ele ainda mais bonito. Por isso mesmo, toda mulher deve ter pelo menos uma dessas peças dentro do seu guarda roupa.

Por Thais Velloso